.crises & procrastinação bff’s

Eu devia estar fazendo alguma coisa importante das muitas coisas importantes que eu tenho pra fazer e tal. Mas esse texto é sobre procrastinação e crises variadas… Ôpa, foco pra quê?

Daí que minha vida está uma bagunça e eu penso que a culpa é abrir demais minha vida para as pessoas. Eu sou bem do tipo que bebe um “poquito” mais e pronto, lá estou eu, no canto da sala, contando sobre minha vida para uma menina que, até então, eu não falava e tinha uma certa raivinha. Eu sou uma pessoa muito sociável quando bebo. Mas a questão é que alguma coisa acontece, porque né, não é normal minha atual situação de incapacidade de riscar coisas da minha listinha da vida.

Geralmente quando eu tenho coisas que eu não consigo riscar da minha listinha da vida sempre acordo de crise. E crise, meus amigos, é minha especialidade principal na vida. Sabe quando você é pequeno e alguém fala: Nossa como você tem talento pra tal coisa. Ôpa, eu tenho talento para crises, das mais variadas e diversas. Então eu acordei com crise. Crise por minha falta de capacidade de concluir as coisas, do meu alto poder de distração e da procrastinação na vida. Tipo lavar a roupa. Eu preciso muito lavar roupa e não consigo riscar esse item da minha lista. Acordei querendo vestir uma roupa, mas ela estava suja e logo concluí que não tinha roupa nenhuma para vestir, chegando na crise auto-estima e achando meu cabelo uma merda. Pausa.  O que te faz sair de casa com uma calça rasgada, tênis e camiseta pra dizer pra sociedade que você é cool e não liga para certas coisas no mundo, como auto-estima, por exemplo. Mas daí você lembra que está na Bahia e não na Europa e fim. Outra crise. No final você se pergunta por que não lavou a porra da roupa e poupou um encadeamento sem fim de crises. Procrastinação e crise andam juntas, de mãos dadas e são melhores amigas.

Em resumo: não dá para viver com uma lista de pendências. A minha é tipo especial, classe A e ganharia fácil um concurso de listas. Neste momento encontram-se nela uma monografia, mil trabalhos e coisas simples (not) como lavar roupa. Eu me sinto o cu do mundo quando alguém me pergunta por que eu ainda estou na faculdade. Ás vezes eu penso em explicar a teoria das listas x procrastinação = crise, mas sempre respondo com um sorriso amarelo. Talvez eu não consiga porque não quero me formar em Publicidade, ou porque queria ter feito outra faculdade. But, who cares? Não dá pra se revoltar quando faltam 4 meses pra você completar 24 anos, idade que você, teoricamente, já deveria estar formada e com um emprego digno que pague a TV a cabo e certos vícios. Mas vai lá e termina essa porra. Simples, né? Não. Fim de história que uma nova crise se inicia.

Na minha lista também tem 3 livros da biblioteca que estão comigo há exatas 4 semanas. Mas daí entregá-los significa colocar o dedo na ferida monográfica e bla bla bla. Sem noção, a gente se vê por aqui.

Hoje decide pular para as coisas mais simples como arrumar o guarda-roupa e papéis. Mas já cheguei em casa e não consegui evoluir porque parei para chorar minhas mágoas na internet (de novo, minha capacidade de expor a vida, com e sem álcool). É tudo uma bola de neve com nome procrastinação.

Esperar o que de uma pessoa que está de dieta e come sanduíche natural de atum com um nescauzinho. Não muito.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: